segunda-feira, 11 de setembro de 2023

South Borg! Relato de Sess√£o: Desmortos na Grande Floresta

South Borg √© uma campanha aberta de horror estranho anticolonial, idealizada e mestrada pelo Bernado Lima do Blog Teratol√≥gica (https://teratologica.blogspot.com/) em parceria com o Brainstorm RPG. A campanha usa como base o sistema Mork Borg com adapta√ß√Ķes e um cen√°rio completamente novo com foco em sobreviv√™ncia e explora√ß√£o.

 Ilustra√ß√£o por Carlos Castilho

Uma campanha aberta de horror estranho anticolonial

A Terra Maldita, ou South Borg, √© uma realidade pesadelo formada pelos pecados e crimes de todos os colonizadores, escravagistas e imp√©rios brutais do passado e do presente. √Č um continente de vingan√ßa e √≥dio, forjado pelo sangue e sofrimento daqueles que foram invadidos, saqueados e exterminados no passado.

Ningu√©m sabe a verdadeira origem deste lugar. O certo √© que, no passado, a chegada de colonizadores, escravagistas e exploradores de todo o tipo trouxe muito sofrimento a este local. 

Os personagens dos jogadores vieram para South Borg por acidente, ou s√£o os filhos daqueles que primeiro se perderam por aqui depois que a terra estava corrompida. Eles n√£o necessariamente faziam parte daqueles que queriam explorar este continente, mas a natureza dessa terra n√£o perdoa invasores. 

Suas vidas foram transformadas em um pesadelo quando chegaram aqui. Uma espiral de priva√ß√£o, dor, sofrimento e morte (ou coisa pior). 

Ir√£o os personagens tentar escapar e voltar para suas casas? Lutar√£o apenas para sobreviver mais um dia? Embarcar√£o em uma jornada para extirpar o mal da terra? Ou perecer√£o no sofrimento e na escurid√£o dessas terras malditas?

• • •

O texto acima foi retirado do Blog Teratol√≥gica e pode ser consultado completo aqui, junto de mais infos da campanha: https://teratologica.blogspot.com/2023/03/south-borg-campanha-aberta.html

Eu tenho experimentado diversas mesas no estilo aberto, onde diversos grupos se aventuram no mesmo cen√°rio persistente em sess√Ķes esp√≥dicas com regras especiais. No futuro pretendo escrever mais por aqui sobre esse estilo de jogo e compartilhar minhas experi√™ncias jogando o estilo.

Abaixo segue o relato da √ļltima sess√£o que participei.

• • •

Desmortos na Grande Floresta

Este relato √© parte da campanha aberta de South Borg e foi feito pelo jogador √ćcaro a partir do ponto de vista do seu personagem.

• Personagens: Lero (Serejo) e Helga (√ćcaro)

Vila Esperança ainda estava entoada pelas notícias da grande embarcação naufragada nas praias ao norte, alguns aventureiros tinham morrido e outros voltado com bons achados.

Motivado pelos espólios, eu decidi meu aventurar junto de Lero, outro aventureiro mais experiente que já tinha uma machadinha e um escudo. Ele me contou que alguns dias atrás tinha descoberto um amontoado de espinhos na Floresta, e que poderia ter mais caças ali.


Mapa colaborativo desenhado por Serejo e outros jogadores conforme o cenário é explorado

Saímos no começo do dia, seguimos a praia até encontrar a entrada na floresta que Lero havia memorizado, uma hora de caminhada depois encontramos uns rastros que nos levaram até um corpo apodrecido que carregava um facão.

Nos aproximamos e para nossa surpresa o morto se levantou e começou nos atacar. Foi um combate feroz, Lero se machucou bastante, mas conseguimos sair vivos. Tomamos do desmorto o facão, sua couraça e uma lata estranha que nunca vi parecida antes.

Imagem gerada por IA, produzida pelo Serejo

Depois do susto seguimos at√© encontrar o espinheiro, mas sem muita sorte, nenhuma animal havia ca√≠do ali. Decidimos ent√£o seguir Floresta adentro, ap√≥s alguns minutos encontrarmos uma trilha que nos levou at√© um cheiro p√ļtrido.

Escondido ali na mata, fora da trilha, havia um enorme Cogumelo Sinistro e avermelhado com dezenas de corpos amalgamados como uma grande monstruosidade viva. Um dos corpos se descolou e começou a vir em direção à trilha.

Imagem gerada por IA, produzida pelo Serejo

Ele carregava outra arma, achamos por bem emboscá-lo. Foi outra luta perigosa, me machuquei um pouco, mas logo o desmorto pereceu, e com a queda dele uma horda começou a se aproximar de nós, saímos correndo dali.

Finalmente deixamos a floresta, para nossa sorte sa√≠mos na praia onde o navio havia naufragado, ali alguns destro√ßos estavam boiando com barris e caixas. Eu me decidi me arriscar, n√£o podia voltar para vila de m√£os vazia. Nadei at√© alcan√ßar um dos ba√ļs, na volta uma criatura medonha saiu da √°gua, parecia uma mistura de Tubar√£o com uma √Āgua Viva que tentou me alcan√ßar, mas fui r√°pida o suficiente para chegar na areia e o monstro parece n√£o andar em terra firme.

Junto com Lero abri aquela lata tinha um peixe em conserva. Dentro do barril havia bastante farinha, improvisamos então uma refeição fazendo um angu que nos alimentou bem.

Voltamos a Vila Esperança com algumas armas, comida para alguns dias e a descoberta que mais um perigo terrível reside na Grande Floresta.

• • •

Se voc√™ gostou desse post deixa um coment√°rio aqui em baixo, e n√£o esquece de ir l√° no Blog Teratol√≥gica (https://teratologica.blogspot.com/)  conferir mais sobre a campanha e outros textos produzidos pelo Bernado.

• • •

Se voc√™ usa twitter me segue l√° pra gente trocar uma ideia sobre RPG! ūüĒó twitter.com/icaroagostino

Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio