sexta-feira, 10 de maio de 2024

Finisterra [T01E30] - Reforço dos Amargos

Relato da campanha Finisterra T01E30 [10/12] 📝

Personagens: Ellisande [Mago], Resenha [Guerreiro], Pela Pau [Ladrão], Café [Mago], Tobias [Pequenino]
Na ficção: 4 do Lobo, sétimo mês do ano e primeiro do outono

Imagem gerada por IA

Reforço dos Amargos

O frio estava mais forte que o comum, parece que antecedia algo desfavorável. Nos preparamos para a incursão, íamos para o fungal, tentar ir atrás de algo que Mirtes ainda queria. Rubens, um cara novo na vila iria com a gente, me pareceu um combatente perspicaz. Antes de partirmos, Mirtes nos procura para oferecer o chá de meia estrela, todos tomamos. Meu amigo, que sensação estranha (parece que podemos ouvir e ter a sensação de cenas onde houve morte e infortúnios). Partimos para os Ermos. 

Seguimos para norte após a ponte de pedra, depois de um tempo, lembrei da emboscada dos Amargos no mato à nossa esquerda... malditos! Entramos na picada do matagal em direção à cabana do Cláudio para descansar. Após acordarmos, seguimos a norte em direção norte à Vila dos Centauros (assim por nós nomeada), e como estávamos tentando manter uma amizade, levamos um ensopado de legumes. Chegando lá parece que eles reconheceram meu símbolo sagrado do Culto da Lua, porém é uma pena, não falamos o mesmo idioma. Eles nos deixaram passar tranquilo margeando a Vila.

Indo um pouco para nordeste aonde o fungal estava instalado, achamos o que procurávamos. Retiramos tudo que poderíamos para ajudar, vara de 3m, cordas, lonas, sacos, espadas, Frass tinha uma roupa especial que ajudou na coleta (e inclusive usou uma magia para ajudar a levar os cogumelos). Ao tentar fazer uma retirada, Rubens foi infectado no braço com alguns esporos (espero que ele fique bem). E continuamos a coleta no ritmo possível que conseguimos. Até avistarmos dois batedores dos Amargos.

Nos escondemos e conseguimos surpreendê-los, não foi difícil acabar com eles, mas tinha outra comitiva atrás, essa com mais pessoas e um “Homem-Lagarto” com corpo do tamanho de um ogro e cabeça de crocodilo bem forte de mais de 3 metros de altura, com uniforme e uma espada gigante. Após guardarmos tudo, o combate começou. Após flechas serem arremessadas, um mago se mostrou presente no outro grupo e colocou um dos nossos para dormir. Mas mesmo assim após Frass cozinhar ferozmente com um raio este mesmo mago, partimos para o combate com o monstro e os outros capangas. Enquanto isso acontecia, um dos cavalos fugiu para o meio da selva. Conseguimos sair vitoriosos sem perder membros da comitiva, porém com a fuga de dois amargos em direção à torre de observação.

No retorno, o réptil era pesado demais e também não tínhamos espaço para carregar, então trouxemos só a cabeça. Passamos mais uma noite nos ermos no caminho de volta, dormindo na cabana do Cláudio. Chegamos sem maiores transtornos.

Tobias “Quase Nada”

• • •

Finisterra Ã© uma campanha de Hexcrawl que utiliza o sistema Caves & Hexes, inspirado no B/X de 1981. A campanha acontece nos estilo de Mesa Aberta (ou West Marches), o que significa que diversos grupos jogam no mesmo cenário compartilhado, as sessões acontecem via chamada e aqueles que puderem participar no dia formam um time e saem para exploração.

➥ Venha jogar! ðŸ”— Notion - Finisterra

• • •

Se você leu até aqui peço que deixe um comentário ali embaixo falando se gostou ou desgostou ou se tem alguma sugestão, muito obrigado =)

• • •

Se você usa twitter me segue lá pra gente trocar uma ideia sobre RPG! ðŸ”— twitter.com/icaroagostino

Nenhum comentário:

Postar um comentário