segunda-feira, 4 de março de 2024

Finisterra [T01E02] - Cupins, Besouros e Piratas

Relato da campanha Finisterra T01E02 [26/09] 📝

Personagens: Frass [Maga] e Barata [Anão]
Na ficção: 26 de Fortuna, Segundo Mês do Ano e da Primavera

Imagem gerada por IA

Cupins, Besouros e Piratas

Escrito por Evandro na visão da Anão Barata

Em torno de uma semana se passou desde cheguei na vila, conheci companheiros de aventura e exploramos uma finita parte desse pedaço de terra abandonado. Nesse Período eu contratei uma ajudante, a tenra Coralina para me ajudar na criação e expansão de uma guilda de exploradores, mas vamos ao relato.

Eu (Barata) e Frass resolvemos explorar mais uma vez a região em busca de uns itens listados no mural da Torre: besouros que brilham como chama e cupins gigantes. Assim cada um levou seu ajudante e partimos junto aos primeiros raios solares.

Nós seguimos a sinuosa estrada que leva ao rio e após atravessarmos a ponte para chegar ao outro lado subimos o rio até avistarmos o lago onde deveríamos encontrar os cupins. Após chegar à beira do lago percebemos que no meio dele havia uma torre de pedra sem qualquer meio perceptível de alcança-la. Como se colocada ali por algum capricho divino.

Começamos a percorrer a beira do lago procurando pelo sinal da criatura e achamos um rastro, como se algo tivesse sido arrastado para fora ou para dentro da lagoa. O ajudante da Frass se aproximou e foi investigar e viu algo o olhando de volta de dentro da lagoa. Nós jogamos um pedaço de ração para atrair e a criatura saiu da lagoa para logo começarmos um combate. A criatura parecia um inseto, mas jogava jatos de água como um ataque. Mas sem muita complicação conseguimos matar a criatura e descobrimos que aquilo era o famigerado cupim. Avançamos mais e conseguimos matar mais um.

Imagem gerada por IA

Dali eu e Frass decidimos fazer o caminho de volta até entramos na floresta pelo mesmo caminho que a empreitada anterior.

Nós começamos a explorar a partir da área próxima onde tivemos o encontro com a aranha gigante. E como da outra vez escutamos risadas e barulho e algum tipo de comemoração. Ao adentrar nos deparamos com um grupo de homens bebendo e comemorando em torno de uma lagoa e trombamos com outra situação inexplicável, um navio tombado no meio da lagoa sem dar muitas pistas de como ele foi parar ali. Frass de forma precipitada resolveu dialogar com os homens e eu fiquei escondido no mato. Eles pareciam amigáveis e Frass resolveu comemorar com eles (achei inusitado, mas nunca entendi muito bem os costumes dos magos). Logo eu a chamei para voltarmos pois já havia passado muito tempo de exploração.

O caminho de volta não ofereceu muita história para contar, mas na noite em passamos na Vila Morta fomos atacados pelos besouros que brilham e a maga os derrubou como uma magia que os colocou para dormir.

Imagem gerada por IA

Voltamos a vila.

Barata, o Anão

• • •

Finisterra Ã© uma campanha de Hexcrawl que utiliza o sistema Caves & Hexes, inspirado no B/X de 1981. A campanha acontece nos estilo de Mesa Aberta (ou West Marches), o que significa que diversos grupos jogam no mesmo cenário compartilhado, as sessões acontecem via chamada e aqueles que puderem participar no dia formam um time e saem para exploração.

➥ Venha jogar! ðŸ”— Notion - Finisterra

• • •

Se você leu até aqui peço que deixe um comentário ali embaixo falando se gostou ou desgostou ou se tem alguma sugestão, muito obrigado =)

• • •

Se você usa twitter me segue lá pra gente trocar uma ideia sobre RPG! ðŸ”— twitter.com/icaroagostino

Nenhum comentário:

Postar um comentário