quinta-feira, 4 de abril de 2024

Cidadela do Luar: Uma Aventura Sombria para jogos OSR

Numa noite qualquer como tantas outras no vilarejo chamado de Recanto, jovens se dirigem até um planalto perto da cidade, onde dançam noite adentro, longe dos ouvidos dos adultos... Mas aquela noite não era como tantas outras... Ali testemunham surgir - primeiro como névoa, depois ilusão, por fim matéria - uma Cidadela banhada pela luz não de uma, mas de duas luas (a segunda das quais surge fantasmagoricamente, como as muralhas que agora os cercam), [página 4]

Em 2022 o excelente blog Dados & Canecas publicou uma tradu√ß√£o do “Desafio Gygax 75”, um material escrito pelo pr√≥prio Gygax, e resgatado e reorganizado por Ray Otus, que apresenta um m√©todo de cria√ß√£o de campanhas em etapas.

No ano seguinte, 2023, a editora Caramelo Jogos lan√ßou o desafio Gygax23, em que qualquer pessoa poderia submeter seu cen√°rio de campanha criado a partir do m√©todo “Gygax 75”, os melhores avaliados seriam escolhidos e publicados.

Eis que a Cidadela do Luar foi um dos cen√°rios escolhidos, desenvolvido pelo meu companheiro de v√°rias aventuras Guilherme Providello, com quem joguei junto diversas campanhas como Biergotten, Southborg e Carcosa.

Decidi ent√£o colocar a aventura para jogo, ainda antes da publica√ß√£o tive acesso ao material em sua vers√£o “final” e inseri como um marco de cen√°rio na minha campanha aberta Finisterra.

No momento que escrevo esse post, o m√≥dulo j√° foi jogado em quatro sess√Ķes por grupos de diferentes jogadores. No total 9 pessoas (al√©m de mim) participaram das sess√Ķes e exploraram cerca de 80% do material.

Nesse post vou fazer uma resenha do material a partir da minha experi√™ncia de leitura e mestragem, em todas as sess√Ķes tivemos valiosos feedbacks dos jogadores que ser√£o indiretamente incorporados nesse post.

• • •

Mas afinal o que é a Cidadela do Luar?

Esse material funciona como um módulo, sendo um cenário que apresenta diversas localidades, o que inclui uma Vila, um Moinho, uma Fazenda afastada, uma Floresta Mística, dentre outras localidades, e claro a Cidadela que é o coração do cenário.

ilustração - página 6

Esse material tamb√©m √© uma aventura de tom sombrio com uma pegada forte de horror, lembrando jogos da s√©rie Souls (Dark Souls, Bloodborne…), assim como a literatura de HP Lovecraft e o anime Berserk.

A Cidadela que surge nas noites sombrias

Na mesa eu explorei principalmente a localidade da Cidadela, que é o coração do módulo e que possui um mapa próprio e um total de 11 localidades para serem exploradas, sendo a maioria dungeons de pequeno e médio porte.

Essa organiza√ß√£o √© um dos pontos positivos da aventura, pois permite segmentar a explora√ß√£o em cada localidade, podendo em uma sess√£o um grupo explorar de 1 at√© 3 localidades (ou talvez mais se as sess√Ķes forem mais longas e/ou os jogadores mais experientes).

ilustra√ß√£o (recortada) - p√°gina 23

As localidades se organizam em subconjuntos que incluem uma Vila Abandonada fora dos muros da Cidadela (com 4 localidades). Um distrito principal dentro dos muros da Cidadela (com mais 4 localidades). E um distrito adjacente (com mais 3 localidades).

Aqui teremos todo tipo de tropo sombrio: um cemit√©rio com Sombras emulando um enterro, um Mausol√©u com um Fantasma e aranhas gigantes, um Farol de um antigo Arcanista, uma √Āgora abandonada em ru√≠nas, uma Capela que serve como um Forte onde vivem dem√īnios. Te lembrou Dark Souls n√©? pois √© =).

Uma caixa de ferramentas

Outro ponto alto do m√≥dulo √© uma boa variedade de tabelas, cada subconjunto de localidades possui uma tabela de encontros aleat√≥rios (um total de 4), e quando cabe um mapa interno das constru√ß√Ķes (j√° no formato quadriculado cl√°ssico de dungeon).

Al√©m disso, temos uma tabela extra com 6 monstros, outra com 8 pistas, outra com 10 ideias de localidades extras, e por fim uma √ļltima com 12 tesouros para “encontrar” (lembrando que j√° existem tesouros pr√©-alocados nas localidades, assim como monstros e pistas).

Mestrando o m√≥dulo, essas tabelas extras foram bem √ļteis, eu pude mexer no material e acrescentar mais monstros, refinar os desafios, inserir pista onde eu senti falta, assim como tesouros extras.

Compatível com os jogos da velha escola

Eu mestrei essa aventura utilizando o sistema Caves & Hexes que √© um retroclone do D&D B/X de 1981. Isso significa que a aventura vai rodar sem precisar de adapta√ß√Ķes com a maioria dos jogos mais populares da OSR, como Old School Essentials, Lamentations of the Flame Princess, d20age e qualquer outro compat√≠vel com chassi do B/X.

• • •

Faça o módulo seu

Outra caracter√≠stica do material √© que ele funciona melhor caso o mestre fa√ßa dele sua pr√≥pria vers√£o. Muitas localidades t√™m descri√ß√Ķes lacunares e sucintas, o que pode dificultar de rodar sem uma leitura pr√©via e algum n√≠vel de prepara√ß√£o.

De modo geral, esse não chega a ser um ponto baixo do material, em conjunto com as tabelas extras oferecidas rapidamente é possível preencher essas lacunas e deixar tudo mais vívido e detalhado.

A pr√≥pria trama de plano de fundo tamb√©m √© lacunar, nesse ponto novamente eu senti a inspira√ß√£o dos jogos Soulslike em que o “enredo” vem em peda√ßos e √© preciso um certo grau de interpreta√ß√£o para conectar as pe√ßas. O m√≥dulo oferece no in√≠cio um resumo dos eventos que levaram a Cidadela ser como √©, ent√£o o mestre a partir disso consegue detalhar e espalhar esses peda√ßos ao longo da aventura e ir dando significado e conex√£o junto da explora√ß√£o.

Parte do “enredo” chega para os personagens atrav√©s de vis√Ķes (tem uma “tabela” com vis√Ķes no material), e outra parte por NPCs m√≥rbidos ou lun√°ticos que cospem falas embaralhadas.

Alta letalidade, dreno de nível e mortos vivos

Como inimigos temos sombras, espectros, carniçais, esqueletos, aranhas gigantes, morcegos, lobisomens, entre outras criaturas. Diversos desses monstros drenam níveis, são imunes a dano não-mágico e capazes de surpreender. Esse é um ótimo módulo para os clérigos brilharem!

ilustração (recortada) - página 2

Os personagens que enfrentaram a Cidadela na minha mesa tinham níveis entre 3 e 5, e apesar de não ter uma indicação de nível no módulo, acredito que essa é uma boa faixa para o nível dos desafios, ainda que um grupo de menor nível possa ser capaz de ter sucesso (provavelmente com muito mais sofrimento!).

• • •

Considera√ß√Ķes Finais

Para além dos pontos que destaquei, vale comentar que o material tem 2 mapas principais, um mais amplo do cenário completo, outro da região da Cidadela, além de um mapa da vila e 4 mapas de dungeon (templo, mausoléu, farol e forte).

As artes s√£o de autoria do Geraldo Marinho, com uma capa colorida bel√≠ssima e ilustra√ß√Ķes internas em preto e branco ao melhor estilo Old School.

Fica então a recomendação para jogarem a Cidadela do Luar com seu sistema OSR preferido, o material digital já está pronto e também será produzido sua versão física que pode ser adquirida via financiamento coletivo junto dos demais cenários ganhadores do concurso Gygax23:

ūüĒó https://meeplestarter.com.br/dg23/

Saiu também um episódio do podcast Café com Dungeon entrevistando o autor sobre a aventura:

ūüĒó Cidadela do Luar e a cole√ß√£o Gygax 75 de 2023 #0014

• • •

Se você leu até aqui peço que deixe um comentário ali embaixo falando se gostou ou desgostou ou se tem alguma sugestão, muito obrigado =)

• • •

Se voc√™ usa twitter me segue l√° pra gente trocar uma ideia sobre RPG! ūüĒó twitter.com/icaroagostino


Um coment√°rio:

  1. Caramba, obrigado pelo elogio √ćcaro!!! E o Cidadela do Luar ficou excelente mesmo. Grande trabalho do Guilherme Providello, apoiado pelas artes do Geraldo Marinho.

    ResponderExcluir